Novo registro de mico-leão-preto e filhotes na Fazenda Elguero

 

 

A espécie foi considerada extinta por cerca de 65 anos. Nesse período, não houve nenhum registro de sua ocorrência até sua redescoberta nos anos de 1970. Depois de décadas de trabalho de conscientização e conservação, o mico-leão-preto deixou a lista das espécies mais ameaçadas do mundo e é listado em uma categoria mais esperançosa atualmente, embora o estado das populações continue delicado.

c00190_3e19558abfc9446ca8953c06a1dd8439

 

 

A espécie foi considerada extinta por cerca de 65 anos. Nesse período, não houve nenhum registro de sua ocorrência até sua redescoberta nos anos de 1970. Depois de décadas de trabalho de conscientização e conservação, o mico-leão-preto deixou a lista das espécies mais ameaçadas do mundo e é listado em uma categoria mais esperançosa atualmente, embora o estado das populações continue delicado.

 

 

Instituto Manacá - Mata Atlântica

 

 

Na ocasião, foi identificado um grupo familiar com 05 indivíduos, entre eles dois jovens filhotes, indicativo que de a espécie está se reproduzindo livremente em nossa área de estudo. O mico-leão-preto procria uma vez ao ano e geralmente dá luz a gêmeos. Ambos os sexos ajudam na criação da prole, e na fase do crescimento, principalmente os machos tomam essa posição. Os filhotes só irão abandonar o grupo quando atingirem maturidade sexual.

Filhote Mico Leão - Fazenda Elgero

 

 

 

(Filhotes de Leontopithecus chrysopygus)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *